Investidores

O accesso Technology Group plc é uma empresa com capital aberto no AIM (Mercado de Investimento Alternativo), sob a sigla AIM: ACSO. Temos filiais nos EUA e no Canadá, e nossas receitas são fruto de tecnologias e soluções de filas virtuais para emissão de ingressos, comércio eletrônico e dispositivos móveis para a indústria de entretenimento e lazer.

O Conselho Administrativo (o ‘Conselho’) é responsável principalmente pela direção estratégica da accesso (o Grupo) e é formado pelo presidente do Conselho, três diretores-não executivos e dois diretores-executivos.  Com a convicção de que nenhum dos diretores-não executivos têm relacionamentos ou outras questões que possam afetar seu discernimento no desempenho de suas funções, julga que são independentes da gestão administrativa. 

O Conselho está comprometido em alcançar altos padrões de governança corporativa na Empresa e em suas subsidiárias. Para este fim, cumpre integralmente os princípios do Código de governança corporativa da Quoted Companies Alliance (o ‘Código QCA’),  o qual considera relevante e apropriado à Empresa, pois seus dez princípios concentram-se na ‘busca pela entrega de valor a médio/longo prazo para os acionistas, sem reprimir o espírito empreendedor baseado no qual a Empresa foi criada’.

Assim sendo, o Conselho garante à Empresa um quadro de governança sólido, integrado à sua cultura e aderente aos princípios do Código QCA.  Além disso, avalia regularmente o quadro de governança e, à medida que a Empresa evoluir, fará os aprimoramentos necessários.

As informações abaixo mostram como a Empresa lida com os princípios do Código QCA. Outras informações e divulgações serão incluídas no nosso próximo Relatório anual de gestão e contas.

A Empresa está sujeita ao City Code on Takeovers and Mergers (Lei de fusões e aquisições) do Reino Unido.

Esta página dá acesso às informações financeiras e administrativas exigidas pela Regra 26 da AIM para empresas. 

Tom Burnet

Presidente do Conselho

28 de setembro de 2018

As seções a seguir descrevem de que formas a Empresa aplica os dez princípios do Código QCA

  1. Estabelecer uma estratégia e um modelo de negócios que promovam a entrega de valor a longo prazo para os acionistas
    A accesso acredita que a tecnologia tem o poder de transformar a experiência dos convidados. Nossa visão é conectar visitantes e estabelecimentos com propósito, paixão e parceria. Nossas soluções premiadas e patenteadas propiciam um aumento de receita para os operadores de atração e aprimoram a experiência dos convidados, entregando valor aos acionistas.  Nossa ambição é dar suporte aos maiores operadores e levar nosso negócio a todas as partes do mundo. Nossa missão é ser a principal parceira de tecnologia dos mercados de lazer, entretenimento e cultura, com soluções comerciais inovadoras e seguras, apoiadas por pessoas inspiradas e incansavelmente comprometidas com o seu atendimento. Investimos muito no desenvolvimento de produtos para satisfazer as demandas do setores aos quais atendemos, beneficiar nossos clientes e causar um impacto positivo na experiência dos convidados. A estratégia e as operações comerciais do Grupo estão descritas nas páginas 5 a 14 do Relatório anual de gestão e demonstrações financeiras de 2017. A estratégia do Grupo é desenvolvida pela equipe sênior de gestão e aprovada pelo Conselho. A equipe de gestão é responsável por implementar a estratégia e gerir os negócios em nível operacional.
  2. Empenhar-se em compreender as necessidades e expectativas dos acionistas e atendê-las A Empresa e o Conselho reconhecem a importância de desenvolver e manter um bom relacionamento com todas as categorias de acionistas e dedicam esforços e recursos significativos para esse fim.   O Conselho está comprometido em manter uma boa comunicação e diálogos construtivos com seus acionistas. Isso é feito por meio do contato regular com os acionistas em reuniões informativas com a participação de analistas e outros investidores, inclusive funcionários acionistas.  O Conselho informa aos acionistas sobre a gestão da Empresa por meio da publicação de resultados financeiros provisórios e finais; estes e outros desenvolvimentos significativos são divulgados pelo Regulatory News Service (‘RNS’) da Bolsa de Valores de Londres e por atualizações oportunas no site da Empresa. A Empresa mantém um fluxo regular de notícias e inclui detalhes para contato em todos os seus comunicados de imprensa a fim de aprimorar as informações que compartilha e garantir um diálogo contínuo com os acionistas.  O Conselho considera a Assembleia geral anual como um fórum de comunicação entre a Empresa e todos os acionistas e encoraja e aprecia sua participação. Os diretores-executivos e não executivos e o presidente do Conselho participam da Assembleia geral anual e estão disponíveis para responder perguntas, formalmente durante a reunião e informalmente depois dela.  As consultas de acionistas individuais sobre assuntos relacionados aos negócios da Empresa são muito bem-vindas. Os acionistas e outras partes interessadas podem se inscrever para receber por email notificações sobre atualizações de notícias e outros documentos da Empresa. Além disso, os diretores-executivos reúnem-se com os principais acionistas para discutir o progresso da Empresa e fornecem feedbacks periódicos ao Conselho após tais reuniões. Os diretores da accesso também se apresentam regularmente em diversas conferências de investidores em todo o mundo com o objetivo de promover debates com investidores e acionistas do setor. Este programa de relações com investidores é conduzido pela accesso, e uma empresa de relações públicas é responsável por auxiliar as comunicações com os acionistas, que podem entrar em contato diretamente com a Empresa usando o seguinte endereço de email: investors@accesso.com.  Karen Slatford, diretora sênior independente, e os demais diretores-não executivos estão à disposição para interagir com os acionistas, caso tenham algum problema que não tenha sido solucionado pelos canais normais.
  3. Levar em conta a abrangência das responsabilidades, tanto sociais quanto as relacionadas às partes interessadas, e suas implicações para o sucesso a longo prazo O Grupo está ciente de suas responsabilidades sociais corporativas e da necessidade de manter relações de trabalho eficientes com todas as partes interessadas, como funcionários, clientes, parceiros e fornecedores do Grupo e autoridades reguladoras. É feito um contato regular com cada um desses grupos de partes interessadas.  Clientes, parceiros e fornecedores  Mantemos um diálogo contínuo no curso normal dos negócios com nossos clientes, parceiros e fornecedores por meio do qual recebemos feedbacks e podemos tomar as devidas providências. Adotamos um processo de aquisição rigoroso, selecionamos nossos parceiros e fornecedores com cuidado e investigamos com a devida diligência parceiros e fornecedores em potencial para assegurar que seguem altos padrões de ética, valores e responsabilidade social corporativa semelhantes aos que praticamos. Funcionários  A política do Grupo estimula a interação com os funcionários por meio de reuniões, pesquisas e contato pessoal com diretores e outros executivos seniores para promover discussões de assuntos relacionados aos interesses dos funcionários. As informações sobre assuntos do interesse de funcionários são fornecidas em reuniões, folhetos, cartas e relatórios que visam a conscientizar todos os funcionários sobre os fatores financeiros e econômicos que afetam o desempenho do Grupo.  A política do Grupo prega oportunidades iguais na seleção, treinamento, desenvolvimento de carreiras e promoção do staff.  O Grupo tem uma política de não discriminação contra funcionários deficientes para vagas que sejam capazes de ocupar e fornecerá instalações, equipamentos e treinamento para auxiliar todas as pessoas com deficiência empregadas.
  4. Incorporar a gestão de riscos eficaz, considerando oportunidades e ameaças em toda a organização O Conselho supervisiona os sistemas de gestão de riscos e o controle interno do Grupo e faz uma análise sistemática dos principais riscos e incertezas enfrentados pelo Grupo. Além disso, tem como objetivo incorporar a gestão de riscos e promover a implementação de medidas correspondentes nos negócios do Grupo.   A eficiência dos controles internos atuais é avaliada regularmente pela atuação do Comitê de auditoria.  O Conselho julga os sistemas de gestão de risco e de controle interno do Grupo adequados e, neste momento, não considera apropriado estabelecer uma função de auditoria interna.  O Conselho identificou os principais riscos e incertezas que podem impactar o Grupo e suas operações, bem como uma série de indicadores de desempenho importantes por meio dos quais o progresso do Grupo pode ser medido. Um resumo desses principais riscos e incertezas enfrentados pelo Grupo, os indicadores e as medidas de desempenho alternativas estão definidos nas páginas 6 a 10 e 13 e 14 do Relatório anual de gestão e demonstrações financeiras de 2017.  O Grupo mantém um programa de seguros abrangente que inclui seguros contra perdas materiais ou ações cíveis contra o Grupo e seguro de responsabilidade civil para diretores e operadores.
  5. Manter o Conselho como uma equipe diversificada e eficiente liderada pelo seu presidente O Conselho Administrativo é formado pelo presidente do Conselho, três diretores-não executivos independentes e dois diretores-executivos.   Com a convicção de que nenhum dos diretores-não executivos têm relacionamentos ou outras questões que possam afetar seu discernimento no desempenho de suas funções, o Conselho Administrativo julga que são independentes da gestão administrativa.  Todos os diretores precisam ser eleitos por acionistas em sua primeira Assembleia geral anual após serem indicados pelo Conselho e podem tentar a reeleição nas assembleias gerais anuais posteriores.  Há informações detalhadas sobre cada diretor na seção Conselho Administrativo, mais adiante nesta página. Como pode-se ver pelos seus perfis, cada diretor oferece diferentes competências, experiências e conhecimentos. Essa diversidade permite ao Conselho desempenhar suas funções de forma eficiente.  O Conselho é responsável pela aprovação de metas, objetivos e da estratégia comercial do Grupo, além dos orçamentos anuais de gastos operacionais e de capital e pela supervisão das operações do Grupo. São realizadas reuniões formais praticamente mensais (pelo menos dez por ano) ou com a frequência necessária. Ocorrem discussões informais regulares entre os diretores-executivos e não executivos. O tempo de dedicação dos diretores pode variar dependendo das demandas do negócio e de outros eventos. Eles devem alocar tempo suficiente para a Empresa a fim de desempenharem suas funções com eficiência e estarem disponíveis para todas as reuniões regulares e ad hoc.  Os diretores recebem informações claras e precisas sobre as questões a serem tratadas nas reuniões do Conselho e do Comitê, incluindo propostas, relatórios de gestão, informações sobre gestão de riscos, progresso em iniciativas-chave e assuntos rotineiros, como o relatório financeiro e os negócios em andamento. As informações são fornecidas de forma oportuna para garantir que cada diretor tenha tempo suficiente para analisá-las apropriadamente antes das reuniões.  O Conselho tem o apoio dos Comitês de auditoria e de remuneração. A programação dos assuntos relacionados ao Conselho e aos Comitês estarão disponíveis em breve no site.
  6. Assegurar que os diretores tenham experiência, competências e recursos atualizados O Conselho analisa regularmente sua formação para assegurar que dispõe de diferentes competências e conhecimentos aprofundados suficientes para apoiar o desenvolvimento contínuo do Grupo. Considera que todos os diretores-não executivos atuais têm experiência e competências necessárias na área tecnológica para realizar suas atividades com objetividade, conhecimentos e expertise.   As biografias dos diretores podem ser encontradas na seção Conselho Administrativo, mais adiante nesta página. Os diretores recebem informações atualizadas da secretaria de governança corporativa e de vários consultores externos relacionadas a requisitos e regulamentos legais, remuneração e práticas recomendadas de governança corporativa.  Todos os diretores têm acesso à secretaria de governança corporativa da Empresa e podem contratar consultoria profissional independente, que poderá ser financiada pela Empresa, caso esta a considere necessária ao desempenho de suas funções.  A Empresa reconhece a importância da diversidade, inclusive de gênero, no Conselho e em todos os níveis do Grupo. Estamos comprometidos em aumentar a diversidade em nossas operações e apoiar o desenvolvimento e a promoção de indivíduos talentosos, independentemente de gênero, origem étnica etc. Por exemplo, está sendo realizada uma iniciativa para estabelecer um Programa de liderança de mulheres no Grupo, com data de lançamento prevista para janeiro de 2019.
  7. Avaliar o desempenho do Conselho com base em objetivos claros e relevantes, visando ao aprimoramento contínuo O desempenho e a eficiência do Conselho, seus Comitês e diretores individuais são avaliados anualmente. Os diretores são encorajados a discutir problemas ou questões com o presidente do Conselho sempre que apropriado, que fará o mesmo quando houver qualquer adversidade que impacte a Empresa. Além disso, o desempenho de todos os diretores será avaliado antes de uma possível indicação para reeleição em cada Assembleia geral anual.  A formação e o tamanho do Conselho não garantem a indicação de um Comitê de nomeações, e as indicações serão tratadas pelo Conselho como um todo. A necessidade de indicação de tal comitê está sujeita à avaliação realizada pelo Conselho.  O Conselho, em conjunto com as equipes seniores de gestão, supervisiona os planos de sucessão de gestão da organização.
  8. Promover uma cultura corporativa baseada em valores e comportamentos éticos A accesso segue um alto padrão de ética, valores e responsabilidade social corporativa, e esses princípios são a base dos nossos procedimentos de governança e das decisões estratégicas e de gestão que tomamos.   O ‘Guia de cultura global’ da accesso, elaborado para todos os funcionários, estabelece os padrões esperados de conduta e ética comercial e informa claramente os principais valores do Grupo: trabalho em equipe, compromisso com inovação e busca incessante pela excelência e integridade em sua atuação como parceira de nossos clientes.  Os funcionários têm que concluir um treinamento obrigatório, realizado anualmente, que abrange uma série de questões. Nos últimos meses, foram incluídos assuntos como: prevenção à lavagem de dinheiro, ao suborno e à corrupção; prevenção ao assédio no local de trabalho; proteção à privacidade e aos dados e conscientização sobre a segurança das informações. A Política de denúncia de irregularidades da accesso encoraja os funcionários a denunciarem anonimamente atos ilícitos, que incluem, sem limitações, escravidão moderna, violações dos direitos humanos e tráfico, sem medo de serem penalizados ou sofrerem retaliações.  A accesso continua a investir no seu pessoal, criando um ambiente de trabalho positivo que atrai e retém os melhores talentos do nosso setor. A Empresa foi considerada um dos melhores locais para se trabalhar em Orlando, e o Grupo obteve a nota 4,1 de 5, na Glassdoor, com mais de 80% da nossa equipe afirmando que recomendaria a accesso como local de trabalho para familiares e amigos. Esses indicadores refletem a integridade da nossa cultura e a qualidade do nosso pessoal, que continua a ser a força motriz responsável pelo nosso sucesso.  A equipe sênior de gestão monitora regularmente o ambiente cultural do Grupo e visa a solucionar os problemas que possam surgir, escalando-os para o Conselho conforme necessário.  Além disso, a declaração p5 do presidente do Conselho no Relatório anual de gestão e declarações financeiras de 2017 citou a importância da cultura do autoaprimoramento e da paixão pela inovação dos funcionários da Empresa, que continua a entregar resultados para nossos clientes ano após ano.
  9. Manter estruturas e processos de governança adequados e apoiar a tomada de decisões bem informada do Conselho O Conselho é responsável por formular, analisar e aprovar a estratégia, os orçamentos e as principais despesas do Grupo. Os diretores-executivos têm a responsabilidade diária pela gestão operacional das atividades do Grupo. Os diretores-não executivos são responsáveis por julgar, de forma independente e objetiva, as decisões do Conselho.  O presidente do Conselho é responsável por supervisionar a administração do Conselho, assegurando que nenhum indivíduo ou grupo domine a tomada de decisões do Conselho e que os diretores-não executivos sejam informados de forma apropriada sobre quaisquer assuntos. O presidente da Empresa é responsável por implementar a estratégia do Conselho, em parceria com o presidente do Conselho, e gerir as atividades diárias do Grupo. A secretaria de governança corporativa é responsável por garantir que os procedimentos do Conselho e as regras e regulamentos aplicáveis sejam seguidos.  Documentos detalhados de propostas, relatórios administrativos, um registro de risco, andamento das principais iniciativas e assuntos de rotina, como relatórios financeiros e sobre os negócios atuais, são fornecidos com antecedência, permitindo que o Conselho analise e debata adequadamente os assuntos durante as reuniões.  Iniciativas estratégicas significativas, que envolvam custos ou riscos perceptivelmente consideráveis, são realizadas somente após avaliação completa pelo Conselho.  Assuntos de natureza operacional são delegados à gestão executiva. As reuniões do Conselho são devidamente registradas em ata.  O Conselho estabeleceu um Comitê de auditoria e um Comitê de remuneração com obrigações e responsabilidades formalmente delegadas. Os assuntos relacionados ao Conselho e aos dois comitês estarão disponíveis em breve no site. Comitê de remuneração  O Comitê de remuneração é composto pelos diretores-não executivos independentes David Gammon e Karen Slatford, que preside o comitê. A opinião dos acionistas é levada em conta em suas deliberações. O Comitê analisa o desempenho dos diretores-executivos, define sua remuneração, avalia a concessão de opção de compra de ações e assegura que sejam adequadamente recompensados e motivados. Além disso, oferece orientação sobre salários e condições para outros funcionários do Grupo.  O Comitê de remuneração reúne-se sempre que necessário. Comitê de auditoria  O Comitê de auditoria é presidido por Andy Malpass, David Gammon e Karen Slatford, todos diretores-não executivos independentes. O Comitê é responsável por: supervisionar o envolvimento do auditor do Grupo no planejamento e na análise das declarações financeiras do Grupo; quaisquer comunicados formais relacionados ao desempenho financeiro do Grupo; recomendar o valor a ser pago ao auditor e debater com este as descobertas da auditoria e os problemas por ela identificados. Ele analisa a conformidade do Grupo com os requisitos de contabilidade, legais e de registro. Também é responsável, com o Conselho, por avaliar a eficiência dos sistemas de controle interno. O Comitê analisa a independência e objetividade dos auditores no que diz respeito à forma como desempenham suas funções relacionadas à auditoria e  visa a assegurar que a independência do auditor não seja comprometida pela realização de serviços não relacionados à auditoria.  Assim como analisa os resultados publicados da Empresa, o Comitê analisa os processos de governança corporativa e as políticas e procedimentos de contabilidade do Grupo, transmitindo ao Conselho todos os problemas de controle identificados. O Comitê de auditoria se reúne pelo menos duas vezes ao ano para analisar os resultados provisórios, o Relatório anual de gestão e demonstrações financeiras e para debater outros assuntos pertinentes.  As páginas 16 a 20 do Relatório anual de gestão e demonstrações financeiras de 2017 contêm mais informações sobre as funções dos comitês do Conselho.
  10. Comunicar o modo de governança da Empresa e seu desempenho, mantendo um diálogo com acionistas e outras partes interessadas relevantes Conforme detalhado no Princípio 2 do Código QCA acima, o Conselho está comprometido em se comunicar regularmente, de forma efetiva, clara e precisa, com os acionistas e outras partes interessadas da Empresa para mantê-los informados sobre o progresso da Empresa. A seção Informações regulamentares deste site, abaixo, é atualizada frequentemente e contém cópias dos anúncios regulamentares, os resultados financeiros da Empresa e as apresentações e circulares de investidores. Boletins informativos podem ser encontrados na página Notícias desde site.  Todas as resoluções foram aprovadas na Assembleia geral anual realizada em 22 de maio de 2018.  O anúncio dos resultados foi informado ao mercado pelo RNS e pode ser acessado na seção Anúncios regulamentares deste site, abaixo.